Notícias

9dez

GRÊMIO INAUGURA NOVA SEDE DO INSTITUTO GERAÇÃO TRICOLOR

Espaço atenderá até 120 crianças oferecendo atividades educativas, recreativas e náuticas gratuitamente
Share Share Share

O Grêmio realizou na noite desta terça-feira, 09/12, a inauguração da nova sede do Instituto Geração Tricolor (IGT). Situado no Antigo Parque do Remo, às margens do Guaíba, o local irá atender a 120 crianças do bairro Humaitá e Farrapos, oferecendo atividades educativas, recreativas e esportivas a jovens de seis a quinze anos.

Para isso, o Clube investiu na reforma completa do espaço, cuja área construída chega a 626 metros quadrados. Nesse ambiente, foram montadas três salas multiuso, biblioteca, refeitório, laboratório de informática, ludoteca e salas administrativas. Ainda integram o ambiente uma quadra esportiva e o complexo náutico em que as atividades serão realizadas.

"Essa obra foi construída com amor, carinho, alma e luta. São forças intangíveis que nos fazem diferentes. Estou muito feliz porque esse é um projeto sobre o qual dediquei muita atenção e que permanecerá. Quando o Grêmio investe em obras dessa natureza, mostra a força da paixão que envolve o nosso clube", discursou o presidente Fábio Koff.

A expectativa é que o espaço seja utilizado no início de 2015. Educadores, voluntários, juntamente com uma equipe pedagógica e administrativa trabalham para inscrever os interessados a partir do contato com as comunidades locais e de parceiras com o poder público municipal.

"A possibilidade de criar um projeto social a partir da paixão que envolve o Grêmio nos emociona. Um clube como o Grêmio tem que investir no futuro das crianças e essa é a razão de existir do IGT. Obrigado a todos que fazem parte dessa história", declarou Luciana Kroeff, presidente do Instituto.

No turno inverso ao da escola, os jovens terão a oportunidade de desenvolver habilidades, estudar e praticar esportes. Entre as possibilidades, serão ofertadas aulas de inglês, judô, informática, reforço escolar e a prática náutica na modalidade remo.

"O IGT veio a calhar diante da situação das vilas localizadas no entorno. Aqui, nunca tivemos um projeto como esse, de apoio aos jovens. É um passo muito importante para as famílias e todos os envolvidos nessa iniciativa", destacou Amélio Castanha de Araújo, líder comunitário do Beco X e avô de Vitor e Leonardo, as duas primeiras crianças inscritas nas atividades.

A cerimônia contou ainda com a presença do presidente eleito Romildo Bolzan, do vice-presidente Odorico Roman, do presidente do conselho Deliberativo, Milton Munhoz Camargo e de conselheiros e autoridades municipais.


IGT-NAÚTICO


Com o objetivo de ensinar a prática do esporte que já foi o mais popular do país, o Instituto Geração Tricolor - responsabilidade social do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense -, está implantando o IGT-Náutico, projeto que visa estender também às crianças e adolescentes de 10 a 15 anos que participam do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da instituição, oficinas de remo.

Para financiar a iniciativa, o IGT conta com o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Funcriança, que auxilia na capacitação de recursos para programas de auxílio a crianças e adolescentes em situação de risco. O valor doado é integralmente descontado do imposto de renda do doador. Podendo ser de até 6% para Pessoa Física e de 1% para Pessoa Jurídica.

Outra parceria foi firmada com a Meltex Franchising, que administra a GrêmioMania, rede de lojas oficial do clube. A empresa doou o valor de R$ 200mil como contribuição para a nova sede do Instituto. “A Meltex tem uma grande parceria com o Grêmio, e este investimento no IGT é mais uma prova do quão estamos comprometidos com o clube, o instituto e a sociedade porto-alegrense”, acredita Fábio Interaminense, gestor de marketing da empresa.

SOBRE O IGT

O IGT é uma instituição educativa que há quatro anos se dedica a garantir o direito à infância e à adolescência, à superação da vulnerabilidade, à promoção do protagonismo e o exercício efetivo da cidadania de crianças e adolescentes em vulnerabilidade sócio-econômica (ECA).

 

Fotos: Lucas Uebel


notícias anteriores