Notícias

11dez

ITHON FRITZEN FEZ O GRÊMIO CORRER

Preparador físico relembra Mundial
Share Share Share
Muito mais do que técnica e raça, o Grêmio precisou de fôlego para correr durante 120 minutos e derrotar o Hamburgo para sagrar-se campeão do mundo. E o responsável por fazer o time do Grêmio suportar até o fim foi o preparador físico Ithon Fritzen. 

Ithon lembra que todo o planejamento gremista foi alterado para a disputa dessa partida decisiva: “Na época nós montamos um planejamento para o jogo bem diferente do normal, trabalhamos o fuso horário, entramos no clima de disputa de uma competição relativamente nova e que não tínhamos muitas referências além do Flamengo, que havia sido campeão em 1981.” Segundo o preparador físico, a alteração climática também era um fator a ser trabalhado: “Nós saímos de um verão no Brasil para o inverno no Japão. Do aeroporto até o hotel, nós víamos muita neve. Chegamos em Tóquio sete dias antes para nos adaptarmos ao horário, cuidarmos da alimentação dos atletas e também passamos a treinar no mesmo horário em que seria o jogo, para que os atletas entrassem definitivamente no clima da partida”. 

Ithon Fritzen relembra o momento mais marcante da partida contra o Hamburgo: “Nós sofremos um abalo emocional muito grande com o gol de empate a quatro minutos do fim. Tratamos de acalmar os jogadores antes da prorrogação, mas aquela equipe havia sido muito bem trabalhada e tinha um grupo maduro, com Mário Sérgio, De Leon, Paulo César. E o golaço do Renato, logo no início da prorrogação, transferiu toda a pressão para os alemães”.
Ithon Fritzen sempre será lembrado como o homem que fez o Grêmio correr em busca do maior título da história do clube. 

Grêmio Campeão do Mundo, nada pode ser maior.

Seja sócio do Grêmio. 

notícias anteriores