Cristóvão

O Carregador de piano



 

Com 53 anos, o baiano Cristóvão Borges dos Santos, ou apenas Cristóvão como era chamado na época de jogador, nasceu no dia 9 de junho de 1959 e foi criado nas categorias de base do Bahia. Teve passagens por outros grandes clubes como Fluminense e Corinthians. No tricolor gaúcho contribuiu para a sequência de cinco títulos estaduais conquistados no final da década de 80 além de ser campeão da Copa do Brasil de 1989.


 

Chegou ao clube em 87 e foi Campeão Gaúcho nos anos de 87, 88 e 89. Inicialmente atuava como meia, mas teve crescimento considerável no seu desempenho quando foi recuado e passou a atuar como volante na equipe tricolor.


 

Estreou pelo Grêmio em 13/05/1987 em jogo amistoso contra o Criciúma em comemoração aos 40 anos do clube catarinense. Na data, a escalação do Grêmio foi a seguinte: Mazaropi, Alexandre, Astengo, Luiz Eduardo e Adriano, China, Bonamigo, Cristrovão e Fernando e na frente Lima e Jorge Veras. O técnico era Juan Mugica.


 

A sua primeira investida na área técnica foi em 1998 ao lado de Alfredo Sampaio como auxiliar pelo Bangu. No ano seguinte iniciou sua parceria com Ricardo Gomes como auxiliar técnico na preparação da Seleção pré-olimpica. Nesta função, passou ainda por Guarani, Coritiba e Juventude.


 

No dia 28 de agosto de 2011, Ricardo Gomes sofreu um AVC durante o clássico entre Vasco e Flamengo. O então técnico vascaino foi internado em estado grave e Cristovão assumiu o time, primeiramente como interino.
Em um acerto feito entre o presidente e com consentimento de Ricardo Gomes e dos jogares do elenco vascaino, Cristovão Borges aceitou, assumiu o cargo e levou o time ao vice-campeonato Brasileiro. Com esta campanha, ganhou o prêmio de Melhor Treinador do Campeonato Brasileiro de 2011.