Conheça algumas curiosidades sobre o Tricolor nestes mais de 100 anos.

Por Márcio Neves

 

Ata de Fundação

A Ata de Fundação do Grêmio, lavrada naquela reunião de 15 de setembro de 1903, tem a seguinte redação:

“Aos quinze dias de setembro de mil novecentos e três, reuniram-se no Salão Grau situado à Rua 15 de Novembro, nesta capital, os abaixo assinados a fim de tratarem da fundação de uma sociedade, que tivesse por fim dedicar-se ao jogo de foot-ball. Presidiu a sessão o Sr. Francisco França Júnior servindo de secretário. À sociedade foi dado o nome de Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense.
A fim de redigirem os estatutos foi nomeada a comissão composta dos Srs. Pedro Haeffner, Guilherme Uhrig e Álvaro Brochado.
 

Foi eleita a seguinte diretoria:


Carlos L. Bohrer – Presidente
Joaquim Ribeiro – Vice Presidente
Alberto L. Siebel – 1º Secretário
Guilherme Kallfelz – 2º Secretário
Pedro Schuck – Tesoureiro
Cândido Dias – 1º Guarda Esporte
Guilherme Uhrig – 2º Guarda Esporte

Foi designado o dia 22 do corrente a fim de realizar-se a sessão de installação para tomar posse de seus cargos a diretoria eleita.
 

Porto Alegre, 15 de setembro de 1903
 

Alberto Luís Siebel”


Assinam o documento como fundadores do Clube:

 

Francisco França Júnior

Carlos Luiz Bohrer

Joaquim F. Ribeiro

Alberto Luís Siebel

Guilherme Uhrig

Álvaro Brochado

Cândido Dias da Silva

Guilherme Kallfelz

Alberto Knewitz

João Stelczyk

João Knewitz

Otto Müssnich

Arthur Bohrer

José Müssnich

Pedro Schuck

Frederico Panitz

Pedro Haeffner

Otto Neu

Manfredo Orengo

José Maria Kalleya

Paulo Haeffner

Pedro Cléres

Augusto Bugs

Carlos Fädrich

João Geski

Oswaldo Siebel

Leopoldo Siebel

Ernesto Gerlach

Frederico Strelau

Jacob Molther

Oscar Obst

 

 

O 32º fundador
 

Em sessão da Assembléia Geral ocorrida no dia 29 de fevereiro de 1904, foi adicionado como fundador o nome de Pedro da Costa Huch, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Grêmio desde o momento de sua fundação.

 

Primeiro Pavilhão

Em outubro de 1912, o Grêmio inaugurava seu primeiro pavilhão. No mês seguinte, o mesmo já se tornou pequeno para receber o público interessado em assistir os embates contra os selecionados paulista e carioca.

 

Primeiro Campeão Infantil do Brasil

O primeiro título nacional do Grêmio foi conquistado pela sua categoria infanto-juvenil no ano de 1974 na vitória de 1 a 0 sobre o Corinthians no estádio do Ibirapuera em plena capital paulista.
O gol do título foi marcado por Gélson.



Campeão Sul-Brasileiro

No ano de 1962 o Grêmio conquistou o título de campeão Sul-Brasileiro Interclubes. Uma competição com a presença dos principais times da região sul do país. Foi uma campanha invicta com 10 jogos, sete vitórias e três empates.
Uma nova edição deste torneio surgiu em 1999 com mais uma conquista Tricolor. Na decisão, vitória de 1 a 0 sobre o Paraná Clube na cidade de Curitiba. Gol marcado por Ronaldo Alves.



Airton Ferreira da Silva


Toda a imponência de Airton "Pavilhão"

Um dos maiores zagueiros da história do futebol brasileiro foi contratado junto ao Força e Luz, de Porto Alegre, em troca do pavilhão social da antiga Baixada. O jogador passou a ser conhecido como Airton "Pavilhão".

 

Supercampeão do Brasil

Pouca gente sabe, mas o Grêmio é o Supercampeão do Brasil de 1990.
A competição foi criada pela CBF defrontando o campeão do Campeonato Brasileiro de 1989 (Vasco da Gama) contra o campeão da Copa do Brasil do mesmo ano (Grêmio).
As partidas válidas pelo título, em ída e volta, foram realizadas aproveitando os confrontos entre as duas equipes pela fase classificatória da Libertadores de 1990. No Olímpico, Grêmio 2 a 0 com gols de Darci e Nílson. No São Januário, empate sem gols e Grêmio levando o troféu.



Primeira Excursão à Europa


Delegação na União Soviética

Aconteceu no ano de 1961. Foram 24 jogos com 12 vitórias, quatro empates e oito derrotas. 60 gols marcados e 36 sofridos. Gessi foi o goleador marcando 16 vezes.

 

Acompanhe os jogos:
30/03/61 - Grêmio 3 x 2 Olympique - em Nice (FRA)
02/04/61 - Grêmio 2 x 3 Sttutgart - em Bruges (BEL)
03/04/61 - Grêmio 3 x 3 Angers - em Bruges (BEL)
06/04/61 - Grêmio 3 x 4 Ploiest Petralul - em Bucaresti (ROM)
08/04/61 - Grêmio 1 x 2 Rapid - em Bucaresti (ROM)
10/04/61 - Grêmio 2 x 0 AEK - em Atenas (GRE)
11/04/61 - Grêmio 1 x 1 Olimpiakos - em Atenas (GRE)
16/04/61 - Grêmio 4 x 1 Panathinaikos - em Atenas (GRE)
20/04/61 - Grêmio 1 x 0 Seleção da Grécia - em Atenas (GRE)
25/04/61 - Grêmio 5 x 1 CNDA - em Sofia (BUL)
27/04/61 - Grêmio 0 x 1 Seleção da Bulgária - em Sofia (BUL)
30/04/61 - Grêmio 0 x 2 Slask - na Cracóvia (POL)
01/05/61 - Grêmio 1 x 1 Seleção de Cracóvia - na Cracóvia (POL)
07/05/61 - Grêmio 5 x 0 Altona 93 - em Munique (ALE)
14/05/61 - Grêmio 3 x 1 Saint Pauli - em Hamburgo (ALE)
24/05/61 - Grêmio 1 x 4 Real Madrid - em Estrasburgo (FRA)
28/05/61 - Grêmio 2 x 2 Standard Liége - em Esch Sur Alzette (LUX)
30/05/61 - Grêmio 5 x 0 Flensbourg 08 - em Flensbourg (ALE)
01/06/61 - Grêmio 3 x 0 Seleção da Dinamarca - em Copenhague (DIN)
07/06/61 - Grêmio 0 x 2 Esbjerg - em Esbjerg (DIN)
08/06/61 - Grêmio 7 x 1 Olympique de Lille - em Lille (FRA)
11/06/61 - Grêmio 0 x 2 Seleção da URSS - em Moscou (URSS)
14/06/61 - Grêmio 4 x 1 Admiral Teyetz - em Leningrado (URSS)
16/06/61 - Grêmio 3 x 1 Daugava - em Riga/Estônia (URSS)



Segunda Excursão à Europa


Grêmio desfilando nos gramados da Grécia

Aconteceu no ano de 1962. Foram 15 jogos com nove vitórias, dois empates e quatro derrotas. 31 gols marcados e 28 sofridos.

 

Acompanhe os jogos:
28/03/62 - Grêmio 4 x 2 Be-Quick 1887 - em Groningen (HOL)
01/04/62 - Grêmio 0 x 1 Seleção da Bulgária - em Sofia (BUL)
04/04/62 - Grêmio 0 x 4 Seleção da Bulgária - em Sofia (BUL)
08/04/62 - Grêmio 3 x 3 SV Schwechat - em Viena (AUS)
10/04/62 - Grêmio 2 x 1 L.A.S.K. - Linz (AUS)
17/04/62 - Grêmio 3 x 2 Seleção de Copenhague - em Copenhague (DIN)
20/04/62 - Grêmio 5 x 2 Boldklubben 1909 - em Odense (DIN)
30/04/62 - Grêmio 2 x 1 Seleção da Macedônia - em Salônica (GRE)
02/05/62 - Grêmio 1 x 0 Seleção de Salônica - em Salônica (GRE)
04/05/62 - Grêmio 5 x 2 Seleção da Romênia - em Bucaresti (ROM)
07/05/62 - Grêmio 1 x 1 K.C.A. - em Rostov (URSS)
09/05/62 - Grêmio 1 x 5 Seleção da URSS - em Moscou (URSS)
12/05/62 - Grêmio 0 x 3 Seleção da URSS - em Moscou (URSS)
20/05/62 - Grêmio 2 x 0 Esbjerg - em Esbjerg (DIN)
23/05/62 - Grêmio 2 x 1 Alemania Aachen - em Aachen (ALE)



Copa do Brasil em Definitivo


Carlos Miguel marca o gol do título
no Maracanã.

No dia 22 de maio de 1997 o Grêmio empatava em 2 a 2 com o Flamengo, no Maracanã, e conquistava a Copa do Brasil pela terceira vez. Este título garantiu para sempre a permanência do troféu na galeria de conquistas do Tricolor.

 

Taça da Amizade/Sanwa Bank Cup

O Grêmio venceu a Taça da Amizade/Sanwa Bank Cup no dia 04 de março de 1995 ao derrotar, no estádio Nacional de Tóquio, o Verdy Kawasaki pelo placar de 2 a 1.
A competição apontava o Campeão da última Copa do Brasil enfrentando o Campeão da última Copa do Imperador do Japão.
Os gols do Grêmio foram marcados por Jardel e Paulo Nunes.
Uma forte nevasca que caiu sobre a capital japonesa antes do início do jogo quase ameaçou a realização da final.
O Grêmio jogou com Danrlei, Arce, Wagner, Luciano e Róger; Dinho, Goiano, Mancini e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Jardel.
Técnico Luiz Felipe Scolari.

 

Comemorando com a Torcida

No Gre-Nal do dia 17 de agosto de 58, realizado no estádio dos Eucaliptos, o defensor gremista Mourão subiu no alambrado e se atirou nos braços da torcida na comemoração de um dos gols.
Disse ele que era para pagar uma promessa.
O Grêmio venceu o clássico por 2 a 1.



Troféu Colombino

O Grêmio possui em sua galeria o Troféu Colombino conquistado em agosto 1997 na cidade de Huelva, Espanha. Trata-se da réplica de uma caravela. Um dos mais bonitos troféus conquistados pelo Clube.
O levar a taça, o Grêmio venceu o Real Zaragoza por 2 a 0 e o Sevilla por 4 a 2.



Inglaterra 1966


Alcindo Bugre

O atacante Alcindo Martha de Freitas, o "Bugre", representou o Grêmio na seleção que disputou o Mundial da Inglaterra em 1966.

 

Ping Pong

No ano de 1949, o Grêmio sagrou-se campeão de tênis de mesa.



Bolão


Bolão lembra o boliche

No dia 13 de setembro de 1958, dentro das festividades que marcaram os 55 anos do Clube, o Grêmio inaugurou seu Departamento de Bolão, atividade que ainda faz parte do Departamento de Esportes Olímpicos e Recreativos do Tricolor.
As quatro canchas foram inauguradas pelo Presidente da época Dr. Fernando Kroeff.

 

Belford Duarte

O Troféu Belfort Duarte era entregue aos atletas que se destacavam por sua conduta pacífica dentro de campo durante toda a carreira. Em 1949, o ex goleiro gremista Júlio Petersen foi agraciado com o prêmio tornando-se o primeiro atleta gaúcho a receber a distinção.
O Troféu foi entregue pela Confederação Brasileira de Desportos (C.B.D.).



Grêmio cala "La Bombonera"

No dia 25 de fevereiro de 1959 o Grêmio dava mais uma demonstração de força ao derrotar o poderoso Boca Junior pelo placar de 4 a 1 em pleno estádio de "La Bombonera", em Buenos Aires.
Gessi foi o grande nome do jogo anotando os 4 gols do tricolor.



III Troféu Brasil de Atletismo

No início do ano de 1959, a equipe de atletismo do Grêmio conquistou o III Troféu Brasil de Atletismo disputado na capital paulista. Um título inédito para o Rio Grande do Sul.



III Troféu Brasil de Atletismo


Festa do atletismo gremistas

No início do ano de 1959, a equipe de atletismo do Grêmio conquistou o III Troféu Brasil de Atletismo disputado na capital paulista. Um título inédito para o Rio Grande do Sul.

 

Inauguração do Olímpico

O Estádio Olímpico foi inaugurado no dia 19 de setembro de 1954 com uma vitória de 2 a 0 sobre o Nacional do Uruguai.
Os dois gols da vitória gremista foram marcados por Vitor, ao 20 e aos 37 minutos do segundo tempo. O goleador estava no banco de reservas e entrou na segunda etapa no lugar de Camacho.
O Grêmio jogou com Sérgio, Roberto, Ênio e Orli; Sarará e Itamar; Tesourinha, Milton, Camacho (Vitor), Zunino e Torres (Jorginho).
O público total foi de 15.273 pessoas para uma renda de 442.640 cruzeiros.



Primeiro Sócio Honorário

Para agradecer valiosos serviços prestados ao Clube, o Grêmio conferiu pela primeira vez um título de Sócio Honorário. Foi para Augusto Koch em 1908.



Técnico Campeão do Mundo

Valdir Ataualpa Ramirez Espinosa, natural de Porto Alegre, foi o treinador campeão mundial e campeão da Libertadores em 1983. Antes de atuar como técnico, defendeu as cores do Grêmio na década de 60.

 

Primeira Liga

Em 1910, o Grêmio passa a fazer parte da primeira Liga Portoalegrense de Foot-Ball. Participavam ainda Fussball, Inter, Sete de Setembro, Militar, Frisch Auf e Nacional.



Grêmio X Cosmos


Programa oficial da partida

O Grêmio jogou contra o Cosmos de Nova York em 30 de agosto de 1981.

 

Taça Rio Branco

Grêmio e Fussball disputaram em 1914 a belíssima Taça Rio Branco oferecida pelos uruguaios do Bristol que, em 1913, estiveram visitando a capital gaúcha.
O Tricolor venceu os três primeiros jogos contra o Fussball ficando com a posse do troféu em definitivo.



Primeira Vitória Internacional

No dia 17 de setembro de 1916, o Grêmio venceu a Seleção do Uruguai pelo placar de 2 a 1 marcando a primeira vitória internacional do tricolor.



Tênis

No ano de 1918, o Grêmio inaugurou no Estádio da Baixada as melhores quadras de tênis de Porto Alegre, na época. A equipe do Grêmio era considerada a melhor da cidade.



O Artilheiro de Deus

O goiano Baltazar Maria de Moraes Júnior marcou o gol do título do primeiro Campeonato Brasileiro conquistado pelo Grêmio em 1981, contra o São Paulo, no Morumbi. Ele é o autor da inesquecível frase: "Deus está reservando algo melhor para mim", proferida após perder uma penalidade máxima no primeiro jogo da decisão. Costumava presentear seus adversários com uma bíblia. Ficou conhecido como o Artilheiro de Deus.

 

Campeão em Todas as Categorias

Em 1921, o Grêmio conquistou o título em todas suas categorias: principal, segundo e terceiro quadro e infantil. Um fato inédito no Estado até então.



Gauchão de 1977


André Catimba e seu "salto mortal" em 1977.

No dia 25 de setembro de 1977 o Grêmio sagrou-se campeão gaúcho depois de oito anos na fila. A equipe treinada pelo lendário Telê Santana venceu o Internacional no Olímpico pelo placar de 1 a 0. O baiano André Catimba marcou o gol do título. Na comemoração, o que seria um salto mortal foi interrompido por uma distensão em pleno vôo. André deixou o gramado lesionado mas a foto entrou para a história.

 

Primeiro Hino

O primeiro hino tricolor foi criado em 1924 por Isolino Leal.
A letra era assim:

"Vibre em nós a luz da energia
que dá fulgor e faz heróis;
músculos de aço e varonia
nos façam da pátria áureos sóis

Do sul ao norte
Nos seja prêmio
A fé no Grêmio
Invicto e forte!

A nobreza, se o prélio freme,
é quem inspira o coração
Da nossa gente que não treme,
e luta sempre como um leão.

Do sul ao norte...

Filhos do Pampa erguendo a fama
Desta terra de honra e valor,
com a alma acesa, em viva chama,
por ela cante o nosso amor!

Do sul ao norte..."



A Semente do Olímpico

Em 1929, é apresentada pela primeira vez uma planta com um projeto de um novo estádio para substituir a Baixada. A planta, entre outras coisas, menciona a criação de um novo estádio com "piscina, ginásio com teto movediço, apartamentos para os atletas visitantes, canchas de tênis e basquete, pavilhão estilo rústico, bar, parede para bate-bola.." Era a semente do Estádio Olímpico.



1° Presidente

O primeiro presidente do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense foi Carlos Luiz Bohrer.

 

Gre-Nal de Polo

A equipe gremista venceu o primeiro Grenal de Polo realizado no Estado. Aconteceu em 1960 na Sociedade Hípica de Porto Alegre. O placar foi 10 a 6 para o Tricolor.



Futebol de Mesa

Em 1960, o Grêmio, representado pelo menino Hugo Rosa, conquistou o título do I Campeonato Mirim Citadino depois de vencer 87 adversários. No Grenal decisivo, Hugo venceu o adversário por 4 a 2.



Gre-Nal em Rio Grande

A cidade de Rio Grande, no sul do Estado, foi palco de um dos raros clássicos entre Grêmio e Inter realizados fora de Porto Alegre. O jogo foi em comemoração ao jubileu de prata da Companhia Ipiranga e teve a vitória gremista por 2 a 1. Os gols foram anotados por Élton e Marino. O Clube recebeu um belo troféu oferecido pela empresa patrocinadora da partida.



Gremina: a Afilhada do Grêmio

Em 1961, durante a primeira excursão do Grêmio à Europa, as apresentações na Bulgária impressionaram tanto os torcedores que um deles, em homenagem ao clube, batizou sua filha com o nome de Gremina. No ano seguinte, ao retornar ao país, a delegação gremista conheceu a menina que foi nomeada Afilhada do Grêmio. Depois de muitos anos sem contato, o site oficial do Tricolor reencontrou Gremina em 2003. O fato foi amplamente destacado pelas imprensas gaúcha e búlgara.

 


Notícia veiculada no jornal Zero Hora de Porto Alegre
 

Campo Suplementar

O Grêmio foi o primeiro clube do mundo a possuir um campo suplementar para treinamento nas mesmas dimensões do campo principal. O gramado suplementar do Olímpico foi concluído em janeiro de 1968 e, curiosamente, inaugurado pela Seleção da Romênia que estava na cidade para um amistoso contra o Tricolor.



Elis Regina


Elis recebe homenagem de H. Bittencourt e
Sérgio Ilha

Em Fevereiro de 1962, a Secretaria do Grêmio recebeu a visita de Elis Regina. Como boa gremista, a jovem queria se associar ao Clube de seu coração. Matriculada sob nº 688, Elis Regina Carvalho Costa recebeu prontamente sua carteira de membro do Quadro Social Feminino do Tricolor.

 

João Havelange

O Presidente de Honra da FIFA, João Havelange, esteve visitando o Estádio Olímpico em maio de 1968. Na época Presidente da CBD, Havelange visitou as obras de ampliação do Olímpico e jogou Bolão nas canchas do Departamento.



Revista do Grêmio

A Revista do Grêmio foi o primeiro órgão de divulgação oficial do Clube. Nasceu de uma proposição feita por escrito por Ernesto Hanssen em dezembro de 1915. A revista passou a ser editada no ano seguinte com o objetivo de tratar dos assuntos da agremiação. A publicação desempenhou um papel histórico dentro do Clube e, em certo momento, chegou a ser a maior revista de periodicidade regular dentre todas as agremiações.



Taça Rio Branco contra o Uruguai

No dia 17 de setembro de 1916, dois dias depois de completar 13 anos de existência, o Grêmio chegava ao maior triunfo de sua história até então. Vencendo a grande Seleção do Uruguai por 2 a 1, no Estádio da Baixada, o Tricolor conquistava a Taça Rio Branco.



Primeira sede

A primeira sede própria central do Clube foi adquirida em 1951, no 5º andar do Edifício Brasília, na Travessa Leonardo Truda, no centro da Capital. A parte administrativa do Grêmio funcionou ali por quase duas décadas.



O gol dos 14 segundos


Yúra está marcando o gol mais rápido dos
Gre-Nais

No ano de 1977, Yúra marcou o gol mais rápido da história dos Gre-Nais aos 14 segundos de jogo. O Internacional não chegou a tocar na bola. O Tricolor venceu a partida por 2 a 1.

 

Maior goleada

Em 25 de Agosto de 1912 acontece a maior goleada gremista:
23 X 0 sobre o Sport Club Nacional de Porto Alegre.
O destaque da partida foi o jogador Sisson, marcando 14 gols.



Mestre no Xadrez

Mequinho, um dos maiores enxadristas do país e Campeão Mundial, já defendeu as cores do Grêmio. Um representante a altura do tricolor.



1º Jogo


Primeira foto no primeiro jogo

No dia 6 de Março de 1904, o Grêmio jogou pela primeira vez. Seu adversário era o Fuss Ball Club Porto Alegre. O jogo teve dois tempos de 30 minutos, com intervalo de 40.

 

1º Time

O time que disputou os primeiros jogos do Grêmio era formado pelos seguintes jogadores:
Alberto Knewitz
Alfredo Cattaneo
José Mussnich
Guilherme Kallfelz
João Knewtz
Augusto Koch
Carlos Luiz Bohrer
Otto Mussnich
Fernando Strahlau
Oswaldo Siebel
Pedro Cleres
João Geske
Pedro Schuck
Joaquim Ribeiro
A. Becker
Jacob Molter
Leopoldo Diefenthaller
Guilherme Kraemer
Guilherme Uhrig
Alvaro Brochado
Alberto Siebel
João Stelczyk
Frederico Reinoldo Panitz



Lara - O Craque Imortal

O goleiro Eurico Lara é considerado até hoje o jogador símbolo do GRÊMIO. Jogou no Clube durante 16 temporadas (de 1920 a 1935). Mesmo doente, fez questão de atuar no Grenal decisivo do Campeonato Farroupilha, mas só conseguiu jogar no 1º tempo. Ainda assim, o goleiro da equipe gremista teve uma excelente atuação, fazendo defesas espetaculares. Faleceu dois meses depois e é o único atleta mencionado no Hino Gremista, composto por Lupcínio Rodrigues.

 

50 Anos do Grêmio

Os 50 anos do Grêmio foram comemorados em grande estilo. O Clube organizou, entre outras atividades, uma corrida de carros, que apesar da chuva, mobilizou a capital gaúcha. O ponto alto das comemorações foi o Baile do Cinquentenário, que além da presença de várias autoridades ilustres, contou com a participação da Rainha da festa, Maria Bruguer, que conquistou todos com sua beleza e simpatia.



Calçada da Fama

A Calçada da Fama surgiu para o Grêmio deixar eternizada a passagem de seus grandes ídolos pelo Clube. 
Nela, nomes que fizeram a história do Tricolor deixaram suas marcas.
Atualmente, a Calçada conta com a presença de 41 nomes (atualizada em 2011):

Patrono Fernando Kroeff
Osvaldo Rolla
Hugo De León
André Catimba
Pingo
Adílson
Renato Portalupi
Yura
Milton Kuelle
Ênio Rodrigues
Airton Ferreira
João Severiano
Alcindo (Bugre)
Oberdan
Ancheta
Juarez
Ortunho
Marino
Zinho
Mauro Galvão
Valdyr Espinosa
Mazaropi 
Tarciso
Sérgio Moacir
Áureo
Altemir
China
Calvet
Luís Eduardo
Sandro Goiano
Dinho
Valdo
Cesar 
Danrlei
Émerson
Roger
Dr. Hélio Dourado

Edinho

Baltazar

Jardel

Obs.
O goleiro Leão já foi escolhido, mas ainda não colocou suas mãos no cimento.



Reinauguração do Estádio Olímpico Monumental

Em 21.06.1980 venceu o Vasco da Gama por 1x0, na abertura do Festival de Reinauguração do Estádio, agora "Olímpico Monumental", uma praça de esportes com características inéditas, toda coberta por marquise e dotada de requintados melhoramentos sem similares no Brasil.



Construção do estádio Olímpico

Às 15 horas do dia 19 de setembro de 1954 (as obras começaram em 24 de abril de 1953) começou o desfile de inauguração do Estádio Olímpico, que teve esse nome porque foi projetado para a prática de todos os esportes olímpicos. Era o maior estádio particular do Brasil. Em seguida, a partida inaugural: Grêmio 2 x 0 Nacional de Montevidéu. O Grêmio, então, vira mais uma página de sua história.



Baixada


Foto histórica de jogo na Baixada

O primeiro campo do Grêmio foi a Baixada do Moinhos de Vento, que custou 10 contos de réis. A compra foi negociada pelo dirigente Augusto Koch e sua inauguração foi dia 4 de Agosto de 1904. Situava-se entre as atuais Ruas Mostardeiro e Dona Laura. O Grêmio permaneceu na Baixada até 1954.

 

Universíade

1963 foi o ano da Universíade Mundial no Brasil, o maior evento olímpico universitário do mundo que foi realizado no Estádio Olímpico, com 30 países pela 1ª vez na América do Sul.



Jogos noturnos

O Grêmio foi o 1° clube gaúcho a disputar jogos noturnos. Foi em 10.12.1931, na antiga "Baixada dos Moinhos de Ventos", sendo Campeão do Torneio de "Encerramento" da AMGEA.



1923 e 1924

O primeiro campeonato estadual acorreu em 1919. O Grêmio ganhou o título em 1921 e 1922, só não ganhou mais porque os campeonatos de 1923 e 1924 foram cancelados devido a luta armada entre os Chimangos e Maragatos que dividiu o Rio Grande o Sul.



Oberdan

Oberdan foi o zagueiro que se apresentou ao Grêmio em 1977 (ano da reconquista do Campeonato Gaúcho). Ele estava prestes a se aposentar e criar abelhas em Santa Catarina mas atendeu a convocação tricolor e se tornou o líder da equipe campeã estadual de 1977. Os seus pés estão hoje eternizados na Calçada da Fama Tricolor.



Luiz Carvalho

Luiz Carvalho é um nome sempre presente na lista dos grandes jogadores da história do Grêmio. Celebrizou-se por uma jogada onde, com a bola no pé, girava o corpo rapidamente sempre surpreendendo o adversário. Graças a esse lance, ganhou o apelido de "O Rei da Virada". Participou em 1940 da grande vitória do Grêmio contra o Independiente da Argentina quando passou a ser chamado de "El Maestro".

 

Torneio Legalidade

O Grêmio recebeu 5 troféus em um mesmo Torneio. Foi em 1962 no Torneio Legalidade, envolvendo os Campeões e Vices dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.



Uruguaios

O jogador uruguaio, Julian Bertola, que fez parte da Seleção Celeste que perdeu para o Grêmio em 1916, apaixonou-se pelo Clube e veio jogar no Grêmio no ano seguinte trazendo junto três compatriotas: Eduardo Berhegaray, Eduardo Garibotti e Nicanor Rodriguez. Ao retornar para seu país, Julian Bertola recebeu o título de Sócio Honorário e Cônsul do Grêmio em Montevideo.



As quatro bandeiras


Primeira bandeira

A bandeira do Grêmio, símbolo da agremiação, acompanhou a evoluçào dos tempos, marcada pelo crescimento social, progresso esportivo e desenvolvimento patrimonial, porém, sem perder suas características de origem. O primeiro estandarte tricolor durou de 1904 a 1918; o segundo de 1918 até 1944; a terceira de 1944 até 1963. De 1963 em diante, o atual pendão gremista passou a testemunhar a era moderna do Grêmio e suas grandes conquistas.

 

Campeonato Farroupilha

Em 22 de setembro de 1935, Foguinho e Lacy marcaram os gols do Grenal que deu ao Grêmio o título de Campeão Farroupilha. O feito foi tão espetacular, que no entusiasmo da comemoração, o capitão da equipe gremista, o jogador Sardinha II, instituiu que a data se festejaria durante 100 anos. Assim acontece até hoje com o concorrido Jantar Farroupilha.



Tesourinha e a verdade sobre os negros no Grêmio

Ao contrário do que se imagina e do que se diz até hoje, Osmar Fortes Barcellos, o "Tesourinha", não foi o primeiro atleta de cor negra a vestir a camisa do Grêmio. Ele foi sim o primeiro atleta negro de destaque na era profissional em 1952. Antes dele, brilharam com a camisa do Grêmio nomes como Antunes (1913/14), Adão (1926/35), Laxixa (1937/40), Mário Carioca, Hélio, Prego (anos 40) e Hermes (1948/50).



Primeira vitoria


Time que venceu o Santos em 1935

O Grêmio foi o primeiro clube Gaúcho a ganhar de um clube Paulista. Foi em 1935 e o placar foi Grêmio 3 x 2 Santos.

 

O Mosqueteiro

A figura do Mosqueteiro original foi adotada como símbolo oficial do Grêmio no ano de 1946. A idéia surgiu depois da publicação de um informativo que levava o mesmo nome criada pelo órgão interno de comunicação do Clube. No ano de 2001, um concurso público escolheu a forma oficial de apresentação do Mosqueteiro Tricolor. O vencedor do concurso foi o publicitário Hilton Edeniz Oliveira Ávila.



1º time não carioca no Maracanã

Em 1950, o Grêmio vai até o Rio de janeiro para jogar no Maracanã. É o primeiro time não carioca a jogar naquele estádio. E já deixou sua marca registrada, vencendo o Flamengo por 3 a 1.



O gol 3000


Ballejo marca no Maracanã: vitória sobre o
Flamengo e gol 3000

No ano de 1950, na primeira vitória no Maracanã, o Grêmio além de vencer o Flamengo por 3 a 1, marcou o gol de número 3.000, anotado por Ballejo.

 

Vs. Argentina

No dia 30 de janeiro de 1940, pela primeira vez na história, o Grêmio enfrentava um clube argentino. Uma vitória de 2 a 1 contra o Club Atlético Independiente, na época, Bi-Campeão de Buenos Aires. Luiz Carvalho foi o grande destaque do jogo.



Cônsules

Na gestão do Presidente Balbino Ermida, em 1944, foi criado o quadro de Cônsul do Grêmio. Cônsules foram nomeados em todas as cidades do interior, nas capitais dos estados e dos países vizinhos formando uma categoria institucionalizada que até hoje se destaca dentro da agremiação.



1° Gre-Nal

Foi disputado em 18.07.1909 e o Grêmio venceu por 10 a 0.

 

O slogan

O Slogan "Com o Grêmio Onde Estiver o Grêmio" foi criado por Salim Nigri no ano de 1946. Apareceu pela primeira vez em uma faixa confeccionada com o objetivo de congregar a torcida gremista. A faixa, fazendo jus aos dizeres, acompanhava a equipe Tricolor em todos os jogos.



Redes


Primeiro jogo com redes.

No começo do século passado o Grêmio enfrentou o Fussball com uma novidade, as goleiras estavam com redes. Foi a primeira vez que redes foram usadas nas goleiras em um jogo na Capital Gaúcha.

 

12 Títulos em 13 anos

O Grêmio foi Campeão Gaúcho 12 vezes em 13 anos. De 1956 a 1968 com exceção de 1961. Assim, foi Pentacampeão (de 1956 a 1960) e depois heptacampeão (de 1962 a 1968).



Havana

O primeiro uniforme do Grêmio tinha as cores azul e havana. Mas na época não havia tecido havana no mercado de Porto Alegre e o Grêmio se viu obrigado, devido às circunstâncias, a mudar de havana para preto.



Primeira Liga de Futebol

O Grêmio sempre foi pioneiro em incentivar o progresso do futebol. Além de participar ativamente da Liga municipal, o Grêmio foi um dos fundadores, em 18 de maio de 1918, da atual entidade que controla o futebol no Rio Grande do Sul, através do Dr. Aurélio Py, várias vezes presidente do Grêmio. O projeto do fundador da então F.R.G.D. (Federação Riograndense de Desportos) pretendia abranger todos os esportes. Com o passar do tempo a F.R.G.D. transformou-se na F.G.F. (Federação Gaúcha de Futebol), trabalhando exclusivamente para este esporte.



Estrela na Bandeira


Everaldo é a estrela na bandeira

Em 1970 a Bandeira do Grêmio recebeu uma estrela dourada, em homenagem a Everaldo, único jogador de clube gaúcho a ganhar a Copa do Mundo/70.

 

1ª Viagem ao exterior

Foi em 1936, na cidade de Rivera, Uruguai, vencendo o Oriental Athletic Club, de Rivera por 2x0.



Equipe estrangeira

O primeiro jogo do Grêmio contra uma equipe estrangeira aconteceu no dia 18 de julho de 1911 quando o tricolor enfrentou nada menos que a seleção do Uruguai. A derrota de 3 a 0 para o Esquadrão Celeste foi, na época, considerado um grande resultado inclusive destacado pela imprensa de Montevideo. A partida foi realizada na cidade de Pelotas e marcou também a primeira excursào do Grêmio ao interior.



1º Troféu


Equipe que conquistou o troféu
Wanderpreis de forma definitiva

Wanderpreis - 1º prêmio disputado e ganho pelo GRÊMIO em 1904, 1905 e 1906 contra o Fuss-Ball Club Porto Alegre. Por vencer em três oportunidades, o Clube recebeu o troféu de forma definitiva. Foi o primeiro da história.

 

Segundo Wanderpreis

Em 1906, o Grêmio conquistou de forma invicta o segundo campeonato Wanderpreis disputado entre o Tricolor e o Fuss-Ball Club Porto Alegre. Em quatro jogos, o Grêmio venceu três e empatou um.
Atuaram em todas as partidas os jogadores Gayer, Kock, Jorge Black, Álvaro Brochado, Kallfelz, Geske, Deppermann, Júlio Gruenewald, Schoroeder, Stelzik, Huch e Boore. Todos receberam finíssimas medalhas de prata pela conquista.



Parque Cristal

A infra-estrutura do complexo esportivo Parque Cristal - com seus cinco campos de futebol, todos adequados em dimensões, conforme a faixa etária de seus atletas - é semelhante a oferecida aos atletas profissionais. Conta com uma equipe diretiva completa seguindo a filosofia de qualidade do Grêmio F.B.P.A.



O jogo na neve


Esportivo x Grêmio: o jogo da neve em 1979

Na noite de 30 de maio de 1979, uma nevasca apanhou de surpresa as equipes do Grêmio e do Esportivo, em Bento Gonçalves, no Estádio da Montanha. A partida válida pelo Campeonato Gaúcho, terminou em 0x0 e ofereceu aos torcedores um espetáculo inédito.

 

As três estrelas no distintivo

As tantas jornadas bem-sucedidas resultaram, posteriormente, num distintivo que abriga com honra três estrelas: uma em bronze para festejar o Campeonato Brasileiro de 1981, outra em prata lembrando a Copa Libertadores da América em 83 e a última em ouro para homenagear a consquista do Campeonato Mundial Interclubes também em 1983. 
Após as conquistas dos bicampeonatos da Libertadores em 1995 e do Brasil em 1996, o Grêmio preferiu utilizar as mesmas estrelas já existentes ao invés de colocar outras duas.



Foguinho

Oswaldo Azzarini Rolla, o "Foguinho", deixou seu nome marcado na história do Grêmio e do futebol brasileiro. Sinônimo de raça e dinamismo, "Foguinho" participou da primeira excursão do Grêmio a Europa e marcou o gol da vitória no Gre-Nal Farroupilha. Depois do futebol se destacou como árbitro, treinador e comentarista esportivo. Chegou a treinar a Seleção Brasileira.

 

Mudança do distintivo

Em 1963 aconteceu a troca do distintivo do Grêmio: de G. FOOT BALL PA, os dizeres mudaram para GRÊMIO FBPA.



Abertura do Brasileirão 1971

O centroavante Nestor Scotta, argentino, marcou o primeiro gol da primeira edição do Campeonato Brasileiro em 1971, num jogo entre São Paulo e Grêmio, no Morumbi. Com isso o Grêmio abriu o placar do maior campeonato de futebol brasileiro até hoje.



Fundação


Local da fundação do Grêmio

O Grêmio F.B.P.A., na época Grêmio Portoalegrense, foi fundado em 15 de Setembro de 1903.
Num hotel da atual Rua Dr. José Montauri, 31 rapazes reuniram-se e fundaram, então, aquele que seria um dos maiores clubes brasileiros de futebol.

 

O primeiro grande rival

O primeiro grande rival do Grêmio foi o Fuss-Ball Club Porto Alegre, um clube fundado no mesmo dia mas localizado em outro ponto da cidade. Por pura falta de clubes de futebol na cidade, o Fuss-Ball Club Porto Alegre foi o único adversário do Grêmio desde sua fundação, em 1903, até 1909. Foram 14 jogos com 9 vitórias, 2 empates e 3 derrotas.
No dia 23 de maio de 1909, o Grêmio enfrentou o Sport Club Rio Grande em um jogo amistoso. O placar foi de 2 a 1 para os visitantes mas o jogo marcou a estréia do Grêmio contra outro adversário.



Pórtico

Em 1971 o Grêmio F.B.P.A. construiu o Pórtico dos Campeões, em comemoração ao Tricampeonato Mundial conquistado pela Seleção Brasileira, que tinha em sua formação o jogador Everaldo, único gaúcho a ser convocado para a Copa do Mundo de 1970.



Everaldo

Everaldo foi o único jogador da dupla grenal a se tornar Tri Campeão Mundial no México em 1970.

 

Goleadores da América


Jardel: goleador da Libertadores de 1995

O Grêmio já teve dois goleadores em Copa Libertadores da América: Jardel marcou 12 gols na edição de 1995 e Rodrigo Mendes marcou 10 em 2002.
Além disso, mais cinco jogadores que já foram goleadores desta competição atuaram com as cores do Grêmio: Néstor Scotta foi goleador em 1977 e 1978 pelo Deportivo Cali; Tita foi goleador em 1984 pelo Flamengo; Palhinha foi goleador pelo São Paulo em 1992; Gauchinho foi artilheiro pelo Cerro Porteño em 1999 e Luizão foi goleador pelo Corinthians em 2000.

 

Três jogos no mesmo dia

Foi no Campeonato Gaúcho de 1994.
Por falta de datas, o Grêmio disputou três partidas no dia 11 de dezembro, válidos pelo Estadual. Os jogos foram realizados no Estádio Olímpico.

1º jogo – às 14h
GRÊMIO 0 x 0 AIMORÉ


GRÊMIO:
Murilo; Cristian, Luciano, Éder e Julio César; Puma, André Müller, Alexandre e Escurinho; Tefo (Juliano) e Rodrigo Gasolina.
Técnico: Zeca Rodrigues 

2º jogo – às 16h
GRÊMIO 4 x 3 SANTA CRUZ


GRÊMIO:
Danrlei; Ayupe, Scheidt, Agnaldo e Arilson; Pingo, Jamir, Jé (Emerson) e Carlos Miguel; Fabinho e Jacques (Ciro).
Técnico: Zeca Rodrigues

GOLS DO GRÊMIO:
Agnaldo, Carlos Miguel, Ayupe e Fabinho.

3º jogo – às 18h
GRÊMIO 1 x 0 BRASIL (PE)

GRÊMIO:
Aílton Cruz; Jairo Santos, César, Cristiano e Duda; André Vieira, Wallace, Cristiano Júnior e Carlinhos; Ciro (Juliano) e Émerson (Jacques).
Técnico: Luiz Felipe Scolari

GOL DO GRÊMIO:
Jacques.

O público total dos três jogos foi de 247 pagantes para uma renda de R$ 690,00



Louis Armstrong


Juarez e Vieira com Louis Armstrong em
Frankfurt

Em viagem pela Europa no início da década de 60, a delegação gremista encontrou o mito do jazz norte-americano, Louis Armstrong, no aeroporto de Frankfurt, na Alemanha. Ele foi reconhecido pelo atacante Juarez que fez questão de tirar foto e pedir autógrafo. Pela atenção e simpatia, os jogadores presentearam o cantor com uma flâmula.

 
 
Feliz Coincidência
 
Pouca gente sabe, mas o dia 15 de junho faz parte da história do Grêmio graças a uma feliz coincidência. Foi neste dia que, separados por 60 longos anos, Eurico Lara e Renato Portaluppi fizeram suas estréias com a camisa do Grêmio.
Nesta data, em 1920, Eurico Lara fazia sua estreia na vitória de 3 a 0 sobre o Juventude na Baixada. Em 1980, foi a vez de Renato estrear na derrota de 1 a 0 para o Comercial MS em jogo amistoso realizado na cidade de Maracaju MS.