Homenagem a Lupicínio Rodrigues!

Grêmio inaugura busto de Lupicínio Rodrigues junto à Calçada da Fama na esplanada da Arena

A cerimônia, aberta ao público, foi ao lado da Calçada da Fama e reuniu dezenas de torcedores

20 SET 2022 19:47 | Atualizado em 20 SET 2022 19:54 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Ocorreu na tarde desta terça-feira, 20 de setembro, antes da partida diante do Sport Recife, o descerramento do busto em homenagem ao cantor e compositor, Lupicinio Rodrigues. Considerada mais uma importante personalidade da história gremista fora das quatro linhas, Lupi, como era chamado, deixou um enorme legado ao Clube: o Hino do Grêmio. O busto foi posicionado ao lado da Calçada da Fama, na esplanada oeste da Arena. A obra foi inaugurada pelo filho Lupicínio Rodrigues Filho, pelo presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Biedermann, seu vice, Alexandre Bugin, os vices presidentes do Conselho de Administração, Paulo Luz e Adalberto Preis, o conselheiro e secretário geral do Conselho de Administração, Juliano Ferrer, os ex-atletas Yura e Baidek, executivos, conselheiros, familiares e convidados. A solenidade foi embalada pelo som do Trio In Lupi, banda de Porto Alegre conhecida por interpretar o trabalho do compositor e atraiu dezenas de torcedores.

Em sua manifestação na solenidade, o presidente do Conselho Deliberativo Carlos Biedermann falou da acolhida ao projeto desde a sua origem à concepção do projeto, junto ao Conselho Deliberativo e de Administração e o quanto esta homenagem enobrece o Clube: “Até a pé nós iremos, essa é a música que nós aprendemos. O Grêmio resgata hoje um de seus valores mais importantes. Estamos resgatando um dos nossos valores mais importantes, que é o Lupicínio Rodrigues, pelo seu gremismo, pela sua paixão pelo Grêmio, pelo hino que ele compôs e muito mais pela sua história, pela sua vida, que deixou uma marca indelével na nossa história, no nosso coração e para sempre será lembrado com esse famoso, esse único “Até a pé nós iremos”, destacou ele, emocionado.

Já Lupicínio Rodrigues Filho lembrou da ligação de longa data de seu pai com o Grêmio: “O meu avô nasceu em 15 de setembro, dia do aniversário do Grêmio. Muito nos orgulha essa homenagem feita pelo Clube, em reconhecimento a obra de nosso pai.  Não deixa de ser um laço de amizade, de perfeita harmonia entre o Grêmio e as nossas famílias.”

O conselheiro e secretário geral do Conselho de Administração do Tricolor relacionou Lupi à figura de um ilustre torcedor gremista e dotado de notável talento: “Alguns torcedores como nós são especiais, porque algumas pessoas se destacam pelo seu talento, pela sua capacidade, pelo seu carisma. Hoje, o foco de nossa homenagem é o torcedor Lupicínio Rodrigues, um dos maiores autores da música popular brasileira, um  dos maiores autores da música mundial, um grande intérprete que se fez gremista, inspirado nos seus pais, inspirado em uma paixão pelo Grêmio, inspirado em construir para nós um Hino que bate dentro da gente. O foco é o Lupicínio e a torcida do Grêmio, porque o Lupicínio é um dos mais ilustres torcedores deste Clube. E que conforme os seus versos no hino, que o Grêmio seja efetivamente, imortal”, sublinhou o dirigente.

A escultura em bronze tem  somada à base, 1,85m de altura, e foi produzida por Sérgio Coirolo, escultor gremista natural de Cruz Alta e radicado em Florianópolis.

A homenagem foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Deliberativo em 2019, quando o conselheiro Juliano Ferrer apresentou a proposta para o colegiado. A ideia integra as ações do “Clube de Todos”, criado pelo Tricolor para promover a luta contra todas as formas de preconceito e de intolerância.

Lupicínio Rodrigues   

Nascido em Porto Alegre, Lupicínio Rodrigues passou a frequentar desde muito cedo as rodas de samba da capital, tanto que, aos 14 anos, compôs sua primeira canção: “Carnaval”. Admirador das coisas mais simples da vida, era um apaixonado pela música, pela boemia e pelo Grêmio. Em 1953, sentado em um bar da Praça Garibaldi, compôs a marcha para o cinquentenário do Clube, que logo cairia no gosto dos torcedores e se tornaria o Hino Oficial do Grêmio. Ao longo das estrofes, Lupi destacou a fé, o fanatismo e o amor da torcida gremista. O compositor faleceu em 1974, perto de completar 60 anos de idade.

Foto: Bárbara Assmann | Grêmio FBPA

Inauguração Busto Lupicínio Rodrigues