Campanha!!!

"Grêmio pelo Zero Assédio": Clube realiza ação inédita em campanha do carnaval 2024

Tricolor Gaúcho em combate à violência contra a mulher

09 FEV 2024 10:01 Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

Engajado na campanha “Grêmio pelo Zero Assédio”, o Tricolor fará uma ação especial no jogo contra o São Luiz, neste sábado, 10 de fevereiro, pelo Campeonato Gaúcho. Mathias Villasanti entrará em campo utilizando uma camisa de número zero durante toda a partida. A ação marca o início de um posicionamento que o Tricolor Gaúcho adotará durante o ano, em combate à violência contra a mulher.

Em parceria com a agência End to End, o Imortal também realizará uma série de vídeos e postagens sobre o tema em suas redes sociais, para conscientização.

“Queremos conscientizar não somente a nossa torcida, mas toda a população contra o assédio. Apesar da festa linda que é o Carnaval, sabemos que muitos casos de abuso acabam acontecendo durante o evento, por isso é a data perfeita para falarmos sobre. Para isso, encontramos juntos com a End to End a ideia perfeita. Estamos criando um fato inédito no futebol brasileiro, com o intuito de atrair os holofotes para a nossa campanha. É apenas o início de uma série de ações do tipo que o Grêmio realizará em 2024”, enfatiza o Henrique Guterres, executivo de marketing do Grêmio.

Assédio no Brasil

De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a cada 8 minutos, uma menina ou mulher foi estuprada no Brasil durante os primeiros seis meses de 2023, dado que representa um aumento de 14,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esses números preocupam para o Carnaval deste ano e, por conta disso, órgãos oficiais estão criando ações para combater o assédio no evento. O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) lançou uma campanha de nome “Respeito e Cuidado”, que conta com o cantor e compositor Saulo Fernandes como embaixador.

“É uma campanha extremamente necessária. Sabemos o quanto a torcida do Grêmio é gigantesca e também da influência que o clube tem no dia a dia dessas pessoas. Por isso, fazer uma ação dessas ajuda muito a trabalhar esse problema, que infelizmente ainda persiste na nossa sociedade. É um orgulho imenso poder contribuir com a instituição nessa luta tão importante”, comenta Reginaldo Diniz, CEO da End to End.